segunda-feira, 6 de março de 2017

Voltar a sonhar

Na semana passada as coisas foram bem difíceis por aqui. Foi a semana de carnaval e, embora eu não tenha programado nenhuma viagem, acabei programando uma parada para descansar. Meu filho ficaria um ou dois dias com o pai e eu poderia usar esse tempo só para mim. Fiquei ansiosa aguardando a chegada do feriado porque me sentia no limite do meu cansaço. As últimas semanas havia sido bem intensas tanto no trabalho quanto na vida pessoal. Enfim, acontece que eu fiquei doente, pois é, acontece! No sábado ainda chamei a faxineira, demos uma geral na casa e a noite fiquei com o filhote. No domingo saímos para almoçar, fomos ao shoppping e depois passeamos na Cobasi. Apesar de ter sido um dia bom, me senti estranha e sem energia. Na segunda fiquei péssima e até agora não sei exatamente o que aconteceu... no início tpm com muita cólica, coisa que eu raramente tenho, depois dores generalizadas pelo corpo e depois de passar um dia inteiro na cama, as dores só aumentaram. Na terça comecei a sentir dores de garganta, tudo... faringe, laringe e amigdalas.  Na quarta, comecei a melhorar um pouquinho. Na quinta fui trabalhar péssima, mas tinha que ir. Trabalhei até 21h, me arrastando. Na sexta não teve jeito, fui ao PS e iniciei antibiótico e antiinflamatório. Passei o final de semana de "ressaca" de tudo isso e me perguntando o que é que está acontecendo com meu corpo. Sei que há coisas diferentes acontecendo, não é só uma infecçãozinha ou virose, meu corpo pede socorro, a carga está pesada demais.
Nesta última noite, depois de 3 noites quase sem dormir, eu consegui finalmente dormir um pouco melhor e sonhei muito. Há quanto tempo eu não lembrava dos meus sonhos? Nem sei.
Me emociono ao falar disso, não tenho tido tempo para sonhar e isso me deixa muito triste. Onde foi que me perdi de mim? Onde eu fui parar?
Acordei alegre, talvez até feliz por ter tido essa experiência (embora passadas algumas horas eu já não me lembre mais dos sonhos).
De repente me vi pensando... preciso voltar a sonhar, tanto os sonhos dormindo quanto os sonhos acordados, daqueles que invadem nossos pensamentos e nos trazem a alegria de um novo plano ou mesmo de um novo desejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário